Como fazer um bom CV em 7 passos!

Para mim, é das coisas mais injustas, avaliar as pessoas por um pedaço de papel. Não é de facto um pedaço de papel que diz quem tu és… E numa cozinha é sempre preferível ver as pessoas a trabalhar primeiro e avaliar depois… Ou pelo menos esse deveria de ser a forma ideal de contratar alguém. 

Fiz este artigo faz já algum tempo num grupo de Cozinha, a propósito da falta de cuidado de muitos CV’s.
Mas quero falar deste assunto, porque de forma geral o que vejo é que muito poucas pessoas realmente se importam com isto, e é na verdade, o primeiro impacto para quem te está a avaliar/contratar.
Não sou nenhum expert na matéria, mas para mim, há muitos CVs que demonstram ser desleixados e mal feitos, e ao fim ao cabo, quer dizer que também não dás o devido valor à tua carreira! Por isso acho que deves perder tempo a ler este artigo, e deves perder tempo a fazer o teu CV! Ao fim ao cabo, se dizemos que, quando cozinhamos os olhos também comem, o teu CV também se deve de “comer” com os olhos22 e ser visualmente interessante.

1.Esquece o modelo CV Europeu.
Queria dizer em primeiro lugar que o modelo de CV Europeu que a maior parte de nós usa é horrível. Estamos a preencher aquilo e depois fica tudo desalinhado, não é fácil de editar. A meu ver, deves sair do formato e personalizar ao teu gosto.
Por isso aconselho a procurarem outros formatos pela net, procurem por CV templates e façam o download de um que gostem e que seja também de fácil leitura. No próprio WORD podem achar templates para CV. Pesquisem por templates de CV para Word também há muita coisa!

2. Uma boa foto de rosto.
A foto do CV é IMPORTANTÍSSIMA!
É um erro comum e que demonstra o desleixo que a pessoa pode dar ao seu CV. Fotos de óculos de sol, fotos na praia, fotos onde não se vê a tua cara nitidamente, com filtros, e com amigos ao pé, são exemplos que se vê até no LinkedIN. Evita ter fotos dessas no teu CV. Se puderes por uma foto tua a sorrir com a tua jaleca vestida é o ideal!

3. Organiza a informação.
Informação pessoal no topo. As informações que vais passar no teu CV tem de ser bem organizadas e de fácil leitura. Se tiveres um site ou uma página mete o link (mete o hyperlink para o caso de enviares em modo digital a pessoa que o consulte possa aceder aos conteúdos com 1 clique).

4. Mostra quem tu és!
Faz uma breve descrição do que queres para o teu futuro!
O que podem esperar de ti. O que te diferencia dos outros. Mas esse texto não deve ter muito mais que 6 linhas. (ninguém gosta de ler testamentos!).
Na descrição do teu percurso podes realçar as tuas tarefas principais naquele local de trabalho. (não mais que 5)
Se tiveres muitas passagens por vários empregos, tenta resumi-las.

5. Fotos dos teus pratos.
Como profissional de cozinha, é sempre bom ter ideia dos teus trabalhos. Deverás deixar para a ultima página algumas fotos de empratamentos feitos por ti, ou que fazias com o Chef A ou B (entre 4 a 6 fotos a ocupar 50% da folha). Formata a fotos para ficarem todas iguais do mesmo tamanho e sem filtros.
Nesta mesma página, se tiveres tido algo de relevância profissional deves acrescentar aqui junto das fotos, como por exemplo: participação na competição de cozinha “tal”… ou vencedor do prémio “coiso”.

6. Os teus passatempos.
Podes acrescentar a parte do hobbies (é facultativo), mas para algumas pessoas que te avaliem este parâmetro pode ser decisivo pois pode revelar um pouco do carácter da pessoa, por fazer uma actividade X ou por Y.

7. Rever o CV.
Por ultimo, mas não menos importante; rever o CV várias vezes, ir actualizando anualmente (mesmo que não estejas a procura de trabalho), dá a um amigo para ler também (as vezes escapam pequenos erros ortográficos). Atenção aos textos, nada de textos com coisas negativas (no teu CV tu tens de ser uma pessoa vencedora sempre, mesmo que tenhas tido altos e baixos na tua carreira).

Depois de dito isto, procura também melhorar o teu LinkedIn, faz a informação bater certo com aquilo que tens no papel.

OUTRAS DICAS:
Se gostas-te deste artigo, procura vídeos no youtube, ou em sites com outras opiniões e sugestões para CV. Mas dedica-te a isto, e faz o CV com calma, nem que tenhas de demorar 1 semana ou 1 mês a fazer um CV como deve ser, digno da tua experiência e da tua carreira profissional! Informação não falta!!!

Em baixo tem um exemplo de um CV, que não é de restauração mas espelha um pouco aquilo que pretendo com este “artigo de opinião”.

12274343_1058791307472428_6863229559163014334_n

0 Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

© [2016] Gonçalo Queiroz | Todos os direitos reservados.  Consulte a nossa Política de Cookies.

Log in with your credentials

Forgot your details?